O Que Aconteceu ao Homem de Aço?

Por: Alex The Kid

Em 2013, após um dia desgastante de trabalho, resolvi olhar as novidades dos quadrinhos numa dessas “megastores” que existem do Centro da Cidade do Rio de Janeiro. Fiquei estupefato ao me deparar com um encadernado do Superman, que possuía em seu miolo, as três histórias do herói escritas por Alan Moore. Não dá para pensar diante de uma situação dessas. Não pensei e comprei tal encadernado.

SupermanWHTTMoT-50 Whatever Happened To The Man of Tomorrow
A edição nº 423 da revista americana Superman traz o primeiro capítulo da história de despedida do Homem de Aço.

A matéria de hoje fala da história “O Que Aconteceu ao Homem de Aço?” (“Whatever Happened to The Man of Tomorrow?”), publicada originalmente em duas edições americanas, sendo elas: Superman nº 423 e Action Comics nº 583.

No meio da década de 1980, a DC Comics operou a maior reformulação de sua história com o evento Crise Nas Infinitas Terras. Nesta saga, todo o universo, ou melhor, multiverso da editora, foi remodelado e seus personagens receberam novas origens. Ou seja, a DC recomeçou do zero. De forma enxuta e preparada para se modernizar.

Mas qual seria o ato final de alguns desses super-heróis? Qual seria o ato final do maior deles? A resposta pode ser encontrada na história “O Que Aconteceu ao Homem de Aço?”, escrita pelo gênio dos quadrinhos, Alan Moore.

a33a9da5f62614e92de80212af1addc5
À esquerda, a revista americana Action Comics nº 583 original e à direita sua remasterização com algumas alterações na capa, sendo mantida a caracterização do ilustrador Curt Swan ao centro.

A ideia de contar, hipoteticamente, a história final do Superman, saiu da cabeça do editor Julius Schwartz, que inicialmente a ofereceu para Jerry Siegel, ninguém menos que o criador do Superman (em conjunto com Joe Shuster). Um golpe de azar burocrático impediu que aquele que iniciou a saga do herói, a finalizasse. Porém, o azar e a sorte caminham de mãos dadas. E a prova disso é que, como eu disse acima, a história acabou caindo nas mãos de Alan Moore, que já tinha escrito outras duas excelentes aventuras do Homem de Aço.

A maneira como Moore inicia a história já demonstra seu brilhantismo. O escritor define no cabeçalho do primeiro capítulo, do que se trata “O Que Aconteceu ao Homem de Aço?”, com um paradoxo que diz: “Esta é uma história imaginária… E não são todas”?

whmot3
Dentre os eventos de O Que Aconteceu ao Homem de Aço, está um ataque do vilão Bizarro, que não condiz com sua atuação.

Sim, pois a história que conta os últimos momentos do Superman não pode ser considerada definitiva, já que a reformulação de John Byrne reinicia a mitologia do herói. Porém, se não houvesse Byrne, se o Superman realmente tivesse suas revistas descontinuadas, seria assim que a DC Comics encerraria. Ou seja, é o fim do Superman do Universo DC Pré-Crise.

A arte de “O Que Aconteceu ao Homem de Aço” ficou a cargo de Curt Swan, desenhista constante do Superman e um ícone dos quadrinhos. Curt foi arte-finalizado por George Pérez e Kurt Schaffenberger. Esta equipe consegue imprimir um traço clássico, digno do maior escoteiro de todos.

A trama se inicia no futuro (hoje passado – em 1997) e um repórter do Planeta Diário, chamado Tim Crane vai ao encontro de Lois Elliot (nome de casada de Lois Lane), visando entrevistar a mesma sobre os momentos finais do Superman.

Screenshot_2016-05-05-07-16-44_1
O Superman tem sua identidade revelada por vilões que não passavam de um estorvo, mas que do nada se tornaram muito perigosos.

A história é narrada em cima da entrevista de Lois, que conta com detalhes os, supostamente últimos, dias do Superman na Terra. Na verdade o herói está há dez anos sumido e ninguém sabe se ele está vivo ou morto.

Moore monta uma estrutura de roteiro sólida, que prende o leitor e finaliza com um plot twist inteligente. Com apenas duas edições, o autor consegue achar espaço para inserir na história alguns detalhes que vão fundo na visão de certos personagens. Uso como exemplo um momento da entrevista de Lois, onde a ex-repórter menciona como via a chegada do Superman, num borrão violeta que é a junção das cores vermelha e azul do uniforme do herói.

Objetos icônicos também foram utilizados por Moore, como as kryptonitas azul e dourada, a primeira, possuía efeitos fatais no Bizarro (inimigo do Superman), enquanto a segunda retirava os poderes de kryptonianos de forma irreversível (tais efeitos foram um pouco modificados com o passar dos anos).

swan
O Superman leva seus amigos para a Fortaleza da Solidão para protegê-los dos seus inimigos.

Além desses detalhes, Moore, aliado às expressões nos rostos dos personagens desenhadas por Curt Swan, coloca uma tensão na narrativa que atinge o leitor, como quando o Superman recebe a visita da Legião dos Super-heróis acompanhada da Super-Moça do passado. A mesma havia morrido nos eventos da Crise nas Infinitas Terras e o Superman fica desconsertado ao ver a prima.

Há poucos diálogos entre o Azulão e seus coadjuvantes na história, mas dentre eles, podemos ver alguns desabafos vindos do fundo do coração do herói e ainda saber quem ele realmente amou. Isso não é nenhuma surpresa.

Mas a história não trata apenas do fim do Homem de Aço e, sob a responsabilidade de Alan Moore, estavam os destinos de personagens gigantes da mitologia do Superman, como Jimmy Olsen, Lex Luthor, Perry White, Brainiac e etc. Moore teve que escrever um final definitivo para cada um deles. E o fez numa mistura de tragédia e final feliz. Sim, um final feliz.

2
O mito Alan Moore.

O Superman representa uma força do bem esmagadora e não poderia ter uma história de despedida que não terminasse bem. “O Que Aconteceu ao Homem de Aço?” não é uma história em quadrinhos boba. Mas também não traz uma complexidade que faça o leitor voltar uma página para entender o que aconteceu (Alan Moore já fez isso comigo algumas vezes). É um conto ao mesmo tempo simples e intenso e está com facilidade entre as passagens mais marcantes do Superman pelos quadrinhos.

Anúncios

2 comentários em “O Que Aconteceu ao Homem de Aço?

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s